Simone de Beauvoir

Hoje, como o Doodle do Google informou, Simone de Beauvoir faria 106 anos. Eu não posso dizer que conheço muito de sua obra, mas sei da importância que teve pra sua época, principalmente para mulheres. Simone foi uma estudiosa e filósofa em uma época em que as mulheres viviam para se casar ou ser freiras. Fez-se presente em uma sociedade em que as mulheres não podiam pensar – e como ela pensou. E por pensar como fazia, seu pai dizia que Simone pensava como um homem, o que nos faz entender como a mulher era vista naquela época (ela nasceu em 1908 e morreu em 1986, de pneumonia).

Filósofa e escritora, escreveu livros onde analisou o papel das mulheres na sociedade, explorou o dilema da liberdade em nossas vidas, da ação social e da responsabilidade individual. Sua vida também era um exemplo e modelo para as que queriam ser mais que somente um prêmio trancado em casa. Como em seu livro, explorou sua liberdade, seu cérebro e sua existência no mundo. E espero que continue sendo exemplo por muitos e muitos anos.

simone-de-beauvoir

 

Seus livros:

  • 1943 : A convidada (L’Invitée), romance
  • 1944 : Pyrrhus et Cinéas, ensaio
  • 1945 : O sangue dos outros (Le Sang des autres), romance
  • 1945 : Les Bouches inutiles, peça de teatro
  • 1946 : Tous les hommes sont mortels, romance
  • 1947 : Pour une morale de l’ambiguïté, ensaio
  • 1948 : L’Amérique au jour le jour
  • 1949 : O segundo sexo, ensaio filosófico
  • 1954 : Os mandarins (Les Mandarins), romance
  • 1955 : Privilèges, ensaio
  • 1957 : La Longue Marche, ensaio
  • 1958 : Memórias de uma moça bem-comportada (Mémoires d’une jeune fille rangée), autobiográfico
  • 1960 : La Force de l’âge, autobiográfico
  • 1963 : A força das coisas (La Force des choses),
  • 1964 : Une mort très douce, autobiográfico
  • 1966 : Les Belles Images, romance
  • 1967 : La Femme rompue, novela
  • 1970 : A velhice (La Vieillesse), ensaio
  • 1972 : Tudo dito e feito (Tout compte fait), autobiográfico
  • 1979 : Quand prime le spirituel, romance
  • 1981 : A cerimônia do adeus (La Cérémonie des adieux suivi de Entretiens avec Jean-Paul Sartre : août – septembre 1974), biografia

Desculpe pelo post corrido, mas estou sem tempo e não terei depois, mas não podia deixar esse dia passar em branco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s