Coisas não ditas – Parte I

Olá enfermeira!

Lembram que há um tempinho atrás falei sobre o processo de criação do meu primeiro livro, Queria Tanto? Pois é, hoje vou falar sobre minhas inspirações para meu segundo livro, Coisas não ditas. Prometi que falaria sobre as músicas escolhidas para o livro, e o farei, mas hoje vou contar um pouco sobre os personagens do livro. E aviso, pra quem não leu, pode conter spoilers! Mas poucos, que não mudam em nada a história e nem tiram surpresa nenhuma.

Como eu já disse anteriormente, o Coisas não ditas começou como uma fanfic de Mcfly, e na fic, a personagem principal, Lucie, é irmã do Dougie! Portanto, o nome dela verdadeiro é Lucie Poynter. Maaaaaaaas, no livro virou Lucie Rock. Explico o sobrenome. Era primordial que o nome da Lucie continuasse Lucie, porque é um nome diferente e ela implica muito com quem a chama do nome errado, como Lúcia, por exemplo. Por isso, queria um sobrenome americano, até porque Dougie virou Noah, outro nome estrangeiro. Por isso o Rock, que também tem a ver com a veia musical da Lucie e do irmão. Enrolado?

No aspecto visual, não consigo imaginar a Lucie diferente de duas fotos da irmã verdadeira do Dougie, Jazzie, por motivos óbvios (ela é irmã do Dougie e a Lucie também). Mas a Jazzie acaba também entrando no livro como Bella Rock! A diferença é que imagino a Bella somente como a Jazzie quando está loira, e a Lucie quando a Jazzie está morena, o que transforma a Jazzie em duas pessoas diferentes! Meu Deus, tô me enrolando muito! Mas as fotos abaixo irão explicar.

Lucie Rock.

Jazzie morena, ou seja, Lucie Rock.

 

Jazzie loira, ou seja, Bella Rock.

Jazzie loira, ou seja, Bella Rock.

Viu como parecem duas pessoas diferentes? Agora vocês sabem como a Lucie é. A única diferença é que ela é um pouco mais magra do que a Jazzie está nessa foto.

Minha inspiração para o Noah Rock, irmão mais novo (e mega ciumento) de Lucie foi, como já disse, o Dougie Poynter, o mais novo do Mcfly. Tentei perceber o jeito do Dougie, como ele se expressava em redes sociais e entrevistas, e passei pro papel, dando um toque meu, claro. Minha leitura de quem é Dougie Poynter. E Noah estava formado! E fisicamente, para quem não conhece, Noah/Dougie é assim:

Noah "skater" Rock.

Noah “skater” Rock.

O melhor amigo de Lucie, Vinicius, é inspirado em Harry Judd, o baterista do Mcfly. Tudo bem que na época em que escrevi o livro o Harry não estava super gostoso musculoso como está hoje em dia, mas isso não vem ao caso.

Vinicius/Harry.

Vinicius/Harry.

 

E Eduardo, o amigo fofo, como todos que conhecem Mcfly já devem ter desconfiado, não podia ser outra pessoa que não o vocalista/guitarrista Tom Fletcher. Pessoalmente, eu queria que o Tom fosse brasileiro e fosse meu melhor amigo, mas…

Dudu/Tom.

Dudu/Tom.

 

And now, the moment we’ve all been waiting for, quem afinal é o par romântico da Lucie, Rafael Lima? Bem, o nome eu confesso que foi uma homenagem ao meu próprio namorado, Raphael. Mas o Mcfly escolhido para ser o personagem central dessa história foi:

Danny Jones!

Danny Jones!

Sim, eu era maluca pelo Danny na época. Sim, eu imaginava todas essas histórias porque queria estar no lugar da Lucie. #Confissões E acho que, pelo jeito do Rafael, já dava pra saber que Danny Jones, o outro vocalista/guitarrista era ele, não é fãs de Mcfly? Olhos azuis, sorriso torto, gargalhadas descontroladas, maluco e engraçado, Rafael Lima só podia ser mesmo inspirado em Danny.

Rafael Lima

Rafael Lima

Como eu disse, as características dos meninos da banda foram criadas a partir do que eu entendia que era o jeito deles, a partir de redes sociais, videos, entrevistas, etc. E foi muito divertido fingir que era amiga desses malucos e criar meu Mcfly ideal na cabeça – e no papel!

E quem já conhecia Mcfly, acertou que integrante era cada personagem?

Outro dia falo mais da inspiração dos outros personagens! E mostro os lugares onde a história se passa!

Beijinhos!

Lucie says bye!

Lucie says bye e pede pra vocês comentarem no coraçãozinho ali em cima!

3 comentários sobre “Coisas não ditas – Parte I

  1. Fernanda disse:

    Boa noite, Lívia.
    Primeiramente eu queria dizer que Coisas Não Ditas é meu livro favorito, sem mais.
    Sério, assim que a capa azul “olhou” pra mim na saraiva, eu tive a certeza que precisava comprá-lo ❤
    Ja fui muito fã do McFly muitos anos atrás e gostei de saber de onde veio a inspiração do livro, já que a paixão de Lucie e Rafa toma boa parte do meu coração!
    Bom, queria parabenizar por este incrível trabalho e realçar mais uma vez que é meu livro número 1 hahahah
    Com carinho,
    Uma grande fã (:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s