Cafézinhos: Suqueria Carioca

Olá pessoas! Faz um tempo que não escrevo aqui, mas eu estava sendo escravizada trabalhando loucamente no bazar da minha prima e da minha cunhada, que foi ontem, e foi um sucesso! Aliás, vai ter uma segunda edição na semana que vem, dia 14 de dezembro, para aqueles que não conseguiram ir. Quem tiver a fim, é só entrar na página do evento. E como faz mais tempo ainda que eu não falo sobre mais cafés aqui, vou falar sobre um que abriu na Tijuca! Ok, ok, o nome do lugar é Suqueria Carioca e eles se auto-denominam, adivinha!, uma suqueria, mas pra mim se vendem cafés diferentes, é uma cafeteria! Por isso, falarei dela hoje. 20141122_161000 Me lembro quando Raphael me disse que ia abrir algo aqui do lado e a emoção foi muita quando vimos um “letreiro” (não sei como chamar, então vou chamar de letreiro) do lado de dentro da loja, ainda antes de abrir, com o dizer “cafés”. Quase surtei! E a partir desse dia eu passava na frente sempre esperando que já tivessem aberto. E quando finalmente a Suqueria Carioca abriu, eu quase tive um troço! Queria ir pela primeira vez com Raphael, e quando passei por lá e vi que já estavam funcionando ele estava no trabalho. Mas não consegui não entrar. Entrei, conversei com o dono, perguntei horários de funcionamento. Infelizmente, eles ainda não abrem pela manhã (e nem domingo), então não podemos acordar e ir lá tomar um café da manhã gostoso. Mas se alguém tiver o costume de acordar tarde pode, porque a partir das 14h eles já estão abertos – e ficam assim até 9 da noite! Mas o dono me disse que eles tem planos de abrirem cedo mais pra frente, por enquanto estão apenas “sentindo o terreno”, mas futuramente poderemos desfrutar de um delicioso café da manhã por lá! Yay!

Tão vendo a palavra "café" ali do lado direito? Viu? É um café! hehe

Tão vendo a palavra “café” ali do lado direito? Viu? É um café! hehe

Já fomos lá duas vezes desde que abriu, e ambas as vezes fomos positivamente surpreendidos. Da primeira vez, eu não estava com fome, por isso pedi só um pastelzinho (que não me lembro o sabor, mas lembro que tinha de ricota com cenoura e um de brócolis que fiquei com muita vontade de provar) e um smoothie de framboesa, mas marido tinha que comer algo mais substancioso porque ia trabalhar e não sabia que horas ia conseguir comer de novo, então pediu um hambúrguer e um suco de laranja. Mas qual não foi minha surpresa quando o smoothie veio enorme, parecia um frozen do Rota 66, sabe? Nem consegui tomar todo, tive que levar pra casa! Ah! O legal foi que a própria garçonete me perguntou se eu queria levar o que sobrou pra casa, vendo que eu tinha deixado bastante (meu estômago é pequenino). É outra coisa quando você é bem atendido, né? Sai até mais feliz do lugar – e com vontade de voltar! E nós fomos muito bem atendidos, por todos!

O smoothie imenso!

O smoothie imenso (e a camisa do marido de fundo)!

Meu pastelzinho singelo.

Meu pastelzinho singelo.

O hambúrguer de marido, que ele pôde escolher o molho, veio lindamente apresentado, assim como as batatas rústicas que vieram de acompanhamento. E era imenso! E delicioso! Porque logicamente eu provei tudo, e fiquei morrendo de vontade de estar com fome pra comer um sanduíche gostoso também. Mas fiquei só no meu pastel delicinha e no meu smoothie imenso mesmo. A única coisa que não gostei muito foi a batata, porque a casca era muito dura pra morder. Mas o sabor dela, com um toque de alecrim, estava muito bom. E todas as nossas comidas juntas deram uns trinta reais, o que é um valor bem razoável para a quantidade de coisas que comemos – e a qualidade de tudo também.

O hambúrguer e o molho.

O hambúrguer (no pão australiano!!!!!!!!) e o molho.

Suquinho, porque né, Suqueria! (dã! hahahahaha)

Suquinho, porque né, Suqueria! (dã! hahahahaha piada de pai!)

Da segunda vez que fomos, pensamos: “Não estamos com muita fome nem com vontade de fazer nada, então vamos lá na Suqueria comer uma coisinha.” Como chegamos cedo (eles quase tinham acabado de abrir), eles ainda estavam sem salgados, então demos uma olhada no cardápio e os dois tiveram a mesma ideia: tapioca! Eu pedi uma de queijo com peito de peru e ele pediu uma de carne seca com queijo coalho. E é aí que entra a surpresa boa de novo, porque as tapiocas eram imensas!!!!!!!!!! Estávamos esperando tapiocas da metade do tamanho das que vieram! Não estão acreditando? Então dá uma olhada!

Super tapioca!

Super tapioca!

Viu? Acabou que as tapiocas viraram nosso almoço, porque só conseguimos comer novamente beeeeeeeeem mais tarde! E, além de imensas, as tapiocas eram deliciosas! Eu sou muita fã de tapioca, mas acho que nunca comi uma tão gostosa quanto essa! Experimentei a do Raphael, mas apesar de boa, não era tão saborosa quanto a minha, então recomendo pedirem a de peito de peru com queijo quando derem uma passadinha na Suqueria. Cada pedaço era um orgasmo uma passadinha no céu!

A tapioca de carne seca e coalho do Raphael.

A tapioca de carne seca e coalho do Raphael.

Como vocês puderam ver nas fotos, a apresentação de todos os pratos lá é muito bonita porque, assim como o hambúrguer do Raphael, as tapiocas vieram num prato comprido, com uma salsinha em cima que, mesmo se você não quiser comer, dá um tchan todo especial ao visual. E as bebidas também não fogem desse detalhe. O meu mochaccino e o capuccino gelado do Raphael vieram em taças lindas e super bonitos, com detalhes em calda de chocolate, o que só dá mais vontade de comer e beber tudo! E as bebidas, como esperado, também estavam de suspirar!

Capuccino gelado com carinha feliz!

Capuccino gelado com carinha feliz!

20141122_154155

E o meu mocha maravilhoso!

E, como eu já disse, os preços são super em conta. Não me lembro exatamente quanto pagamos, mas sei que ficamos surpresos quando vimos a conta, porque era bem mais baixa do que esperávamos. Aliás, essa é outra coisa legal de lá. A conta, Livia? A conta é legal?, vocês me perguntam. Sim! Porque vem dentro de uma caixinha, o que dá um tom totalmente diferente pro ato tão difícil de se ver quanto tem que pagar. São detalhes assim que te fazem voltar a um lugar (além do bom atendimento, como falei antes), porque você percebe que o estabelecimento está realmente pensando no cliente e fazendo de tudo para ele ter a melhor experiência possível. E é por isso tudo que voltarei lá, várias e várias vezes! 🙂

A caixinha fofinha da conta.

A caixinha fofinha da conta.

Endereço: R. Uruguai, 293/ Loja B – Tijuca Horário de funcionamento: De 2a à sábado, das 14h às 21h Cartões: Todos!

8 comentários sobre “Cafézinhos: Suqueria Carioca

  1. Izabella disse:

    Tambem moro do lado e sou fã da Suqueria. Só comi coisas deliciosas. O smoothie de manga com pêssego, salada de folhas verdes com peito de peru e cuscuz marroquino, quiches, crepes (e pra quem gosta, o tchai é delicioso). E o atendimento é sempre impecável. Uma vez fui lá e pedi um suco de maçã, mas esqueceram de pingar o limão pra nao escurecer, assim que a moça viu que tava ficando escuro ela se ofereceu pra trocar meu suco. Muito bom!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s