A (nem sempre) deliciosa vida de Nina – Episódio 8

Vida, você não vai acreditar! Renato chegou em casa hoje com uma mulher. Com uma mulher, Vida! Como ele tem a pachorra de trazer uma mulher aqui nem uma semana depois da gente… Aaaaaargh, que raiva!

Será que eu não fui nada? Foi só uma transa de uma noite, um bootiecall (apesar de não ter tido call nenhuma)? Só mais uma? Depois de todos os anos de namoro e companheirismo e amizade, eu sou só mais uma pra passar a noite? E aí ele me vem com uma piranha mulherzinha de quinta na MINHA casa sem nem me avisar nada antes, sem nem pedir autorização? Que audácia!

Não Vida, eu não estou com ciúmes. Não sou igual aquela ex lá dele que me infernizava a vida e não conseguia aceitar que eles tinham acabado e ele estava namorando outra. Eu só achei total falta de consideração comigo. Não teve nem um conversa, uma troca de palavras, nada! Transamos e no dia seguinte ele já agia como se nada tivesse acontecido. Pode isso? Não, Vida, não pode! Não pode mesmo! Ele tinha que ter o mínimo de respeito em relação mim! Eu dei um teto pra ele morar, for God’s sake! (e o fato de eu ficar sem teto caso ele não estivesse dividindo as contas comigo não vem ao caso agora)

Aí eu fui ver como era a garota, né? Nada de mais, sem motivo, só curiosidade, como eu teria caso qualquer amigo chegasse com acompanhante em casa. Porque ele não levou a garota direto pro quarto, eles fizeram um pit-stop na cozinha, certeza que Renato ia preparar um dos seus famosos sanduíches pra ela, como ele sempre faz, “conquistar pelo estômago”, baita cliché do cacete. Daí apareci na cozinha pra beber um copo d’água (todo mundo sente sede) e eu estava certa: lá estava ele, com as armas do crime na mão: pão de forma, iogurte, atum, molho inglês e tomate seco, pronto pra fazer seu famoso sanduíche de pasta de atum com tomate seco (que é realmente uma delícia, ele fez pra mim no nosso quarto encontro).

“Oi Nina, vai sair?” ele me perguntou assim, normalmente, como se não estivesse fazendo nada de mais. Visualizei minha mão espalmada bem no meio da bochecha direita.

“Não, não, acabei de chegar.”

Mentira. Tinha ido a lugar nenhum – a não ser que a padaria conte. Mas eu não podia aparecer na sala de short de lycra e camiseta rasgada, então coloquei um short, uma blusa que deixava meu ombro – e minha tatuagem – à mostra, uma sapatilha e tasquei um batom vermelho na boca antes de ficar com muita sede e buscar minha água.

“Essa é a Nathalia. Nathalia, essa é a Nina, minha roommate.”

“Ah sim, prazer.” ela sorriu e esticou a mão de unhas imensas em minha direção.

Fiz o mesmo, mas segurei pra não dar um puxão e fazê-la cair do banco. Pelo visto, ele tinha contado pra ela sobre mim. Mas fiquei imaginando se tinha contado que dividimos uma cama quase todo dia por três anos ou da cama que dividimos dias atrás. E pelo visto fiquei imaginando isso por um longo tempo, já que, quando dei por mim, Nathalia e Renato, que já havia terminado de fazer os (mini) sanduíches, olhavam para mim meio confusos – quer dizer, para a minha mão, que não soltava a mão da garota.

“Ah, desculpa, é que sua pele é tão lisinha…”

Nathalia 1, Nina 0.

“A gente vai lá pra dentro ver um filme.” ele disse, e Nathalia se levantou do banco. Alta, magra, ruiva, linda. Que raiva!

“Ah, ok. Bom filme.” eu disse, me encaminhando para a geladeira. Eu tinha que fingir que ia pegar água, pelo menos.

“Tchau, prazer.” a garota respondeu, antes de seguir Renato em direção ao quarto dele.

E eu seguir os dois.

Nina

ps1. Semana que vem conto tudo que aconteceu a seguir.

ps2. Enquanto isso, pra você não morrer de curiosidade, você pode se distrair vendo o vídeo de uma menina que eu gosto muito! O nome dela é Livia Brazil, ela é escritora, tem um canal no Youtube (posta toda 4a) e essa semana fez um vídeo sobre as canecas lindas dela! Entra lá e se inscreve no canal! Eu me inscrevi e tô adorando!

2 comentários sobre “A (nem sempre) deliciosa vida de Nina – Episódio 8

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s