30 Livros em 1 Ano – Fangirl (Rainbow Rowell) – Livro 16

Percebi que meu blog está virando um blog cultural, and I like it! hahahaha E hoje falarei de mais um livro que li nesse meu projeto de 30 livros em 1 ano, que percebi, mais uma vez, que se não escrever logo por aqui sobre os livros o ano acabará e eu não vou ter falado de todos eles! (e nem lido todos, mas isso é outro assunto)

Vou falar de um livro hoje que é um sucesso, todo mundo adora, e eu achei bem chato e ruim. Aliás, é o segundo livro que leio da Rainbow Rowell (o primeiro foi Eleanor & Park e nem consegui acabar de ler de tão chatinho que achei) e não consigo entender todo o alvoroço que fazem quando mencionam seu nome. Mas ok, gosto é gosto e cada um tem o seu, né? Enfim, começarei contando a sinopse do livro.

The blurb: Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências. Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias? (retirada do Skoob)

DSC_0147

Pode ser que eu esteja muito longe da minha adolescência (ai, como é triste isso, 10 anos se param a Livia adolescente da adulta, ai que velhice!), mas achei os dilemas e conflitos da Cath, personagem principal, insuportáveis. Toda hora eu falava alto, “ai garota, para de frescura e age logo”. Não adianta, não consegui me identificar em nada com ela. E olha que eu era uma adolescente tímida e que me sentia sozinha no mundo. Mas a Cath é tão parada e fora da realidade que não dá pra aguentar. Eu só conseguia pensar que os problemas dela eram muito idiotas se comparados aos problemas da vida real de adulto (falta de dinheiro pra pagar as contas, escassez de empregos, violência sem fim que encontramos aqui no Rio de Janeiro, etc etc etc). Aí não conseguia me comover com as questões dela. Aliás, achei todos os personagens meio chatinhos e sem graça. Ok, todos não, porque Levi é totalmente gostável (pra não dizer apaixonante). E eu queria um amigo como ele. E por que ele é mais legal? Porque ele é mais velho e não fica reclamando das besteiras que adolescentes reclamam como se fosse acabar o mundo e, na verdade, depois verão, quando crescerem mais um pouco, que aquele problema não era nada se comparado à vida real. E eu fui uma adolescente assim também, que reclamava das coisas sem saber que tudo ia piorar. Talvez por isso a Cath tenha me irritado tanto. Mas eu não era tão paralisada e chata quanto ela, não. E a fanfic que Cath escreve no livro era tão cópia de Harry Potter (provavelmente a autora é fã de HP e quis homenagear o livro, sei lá) que eu não conseguia ler. Pulava todas as partes que tinha a fanfic de Cath e, quando eu lia, achava beeeeeeeeeeeeem ruim.

Rainbow Rowell e seu livro.

Rainbow Rowell e seu livro.

Não vou dizer que não tenha nada de bom no livro, afinal, eu até já disse que Levi é um personagem foda. E o estilo de escrita da Rainbow é bem legal também, informal e com sacadas inteligentes. Mas a história não me cativou nem um pouco, por tudo que já falei acima. Pra mim, eram personagens fracos com problemas bobos (tirando o problema com a mãe), e até mal desenvolvidos (os problemas). Mas como eu disse, gosto é gosto e muita gente adorou esse livro, então vai que você gosta? Mas admito que agora tô com bastante medo de ler qualquer outra coisa da Rainbow, já que me decepcionei com dois livros dela até agora, e nem a indicação da minha prima de outra história dela está me animando a ler, e olha que confio bastante no gosto da minha prima.

Ah! Fangirl foi lançado por aqui pela editora Novo Século e custa, em média, R$30 (ainda bem que comprei a versão digital pela Amazon e não gastei essa grana toda no livro, senão eu teria ficado bem p da vida).

_________♥_____________♡________

Segue eu!

Facebook * Twitter * Instagram * YouTube

Meus livros!

Queria Tanto (primeiro livro, publicado em 2011)

Coisas não ditas (segundo livro, publicado em 2013)

1535031_10202135446521247_1053149576_n1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s