O Incêndio|Festival do Rio

Não sei porque demorei tanto tempo pra escrever sobre o último filme que assisti no Festival do Rio (que, infelizmente, acabou dia 14 de outubro, me deixando com somente cinco filmes assistidos, o que achei muito pouco). Na verdade, sei. Primeiro porque não tive tempo (as horas foram tão escassas que nem postei nenhum vídeo no meu canal do You Tube na 4a passada, o que peço desculpas). E segundo porque foi um filme que mexeu tanto comigo que fiquei meio sem saber o que escrever dele. Prova disso é que ele nem foi o último filme que vi no festival, e ainda sim escrevi sobre o último mesmo que assisti (Schneider vc Bax), mas sobre ele… Não deu. Mas hoje vai dar de algum jeito, mesmo tendo que espremer sentimentos que eu não tava muito a fim de mexer.

incendio3

El incendio (no original) é o retrato fiel da maioria dos casais de hoje. Na verdade, acho que é o que acontece em todas as relações que temos hoje em dia. Se resume em um principal problema: falta de comunicação. É incrível como as coisas acontecem entre o casal protagonista e eles não se comunicam. Cada um tem um problema específico e não conversa sobre esse problema com o outro. E isso resulta em que? Em frustração, raiva, irritabilidade, e tudo isso é jogado para cima do outro, resultando em brigas, brigas e mais brigas. O que acontece é que eles estão juntos, mas não estão juntos. Estão presentes no mesmo lugar, mas a cabeça está longe, não está ali, eles não compartilham uma vida de verdade visto que não se comunicam, não expressam suas vontades, seus problemas. E quando não dá mais pra segurar tudo, vem tudo como numa explosão. Seria tão mais fácil se desde o começo as coisas tivessem sido conversadas, não é mesmo? E a vida é exatamente assim. A gente nunca fala, por diversos motivos, e no fim dá tudo errado por causa dessa falta de diálogo. Nós é que acabamos dificultando tudo, quando poderia ser mais fácil. Afinal, um problema compartilhado sempre é mais fácil de ser levado, certo? O peso fica menor.

el incendio pelicula

Logo na primeira cena, é clara a distância entre o casal principal, mesmo estando lado a lado.

É um tema super atual, essa não-comunicação entre casais. Esse amor sem amor, esse não amor do amor, e a dificuldade em lidar com tudo isso. Em lidar com a decepção com o par, hoje em dia tão idealizado nas nossas cabeças (por causa de filmes, livros, contos de fadas, histórias da Disney). Estamos preparados para viver uma vida adulta compartilhada e ao mesmo tempo não estamos. Queremos apoio, mas ao mesmo tempo não contamos o que acontece com a gente. Queremos compreensão, mas ao mesmo tempo não compreendemos o outro. E digo “queremos” porque faço parte dessa geração, da geração dos vinte e tantos, trinta anos. E é exatamente como se relaciona o casal principal de O Incêndio que nos relacionamos, sempre olhando pra nós mesmos primeiro, depois para o outro, sempre tentando achar um culpado quando, na verdade, não é nenhum ou os dois. Uma distância estando perto. E é incrível a identificação com eles. Tão incrível que nos faz olhar para a própria vida e pensar que tá na hora de mudar tudo.

20150929-el-incendio-juan-schnitman-escena

Claro que além de o tema ser tão tocante, há também toda a parte técnica do filme que nos faz sentir tudo aquilo que o casal está sentindo. Os silêncios, a câmera, as atuações, o roteiro. Tudo feito com maestria. Fiquei muito chateada quando vi que perdi o diretor do filme, Juan Schnitman, que estava no Festival e abriu uma sessão, falando um pouco sobre o filme, no exato dia e no exato cinema em que assisti O Incêndio, porém em outro horário. Se eu soubesse que o filme era tão bom ou se ao menos eu tivesse pesquisado antes para ver se teria presença de convidados, eu poderia ter trocado a hora da sessão e ter ido mais tarde, para ouvir um pouquinho do que o diretor quis passar, e talvez ele pudesse também falar onde roteirista Agustina Liendo quis tocar as pessoas, se eu acertei um pouco na minha análise. Ah! É um filme argentino, e ele só mostrou, mais uma vez, como os argentinos sabem fazer um bom filme. E como sabem!

O casal Lucía e Marcelo.

O casal Lucía e Marcelo.

E pra terminar, uma pequena sinopse do filme, que não diz nada da intensidade que ele realmente tem, mas que me fez ter vontade de assisti-lo, então quem sabe não te dá vontade também? (se você não quis assistir até agora com tudo que falei)

​Lucía e Marcelo estão sitiados entre caixas e malas. Eles estão prestes a deixar o apartamento alugado em que moraram nos últimos anos para viver em um novo imóvel recém-comprado. Sem grandes explicações, a mudança é cancelada, adiando os planos do casal para o dia seguinte. Esse inesperado contratempo os força a ponderar sobre suas vidas e o seu relacionamento – e o que parecia ser o início de um futuro compartilhado torna-se um pesadelo. Nessas 24 horas da vida do casal, constrói-se um retrato de uma sociedade neurótica prestes a explodir. (retirado do site do Festival)

_________♡_____________♥________

Roupa de Festival:

Vestidinho que herdei da minha tia (mas era uma blusa), tênis Imaginarium.

Vestidinho que herdei da minha tia (mas era uma blusa), tênis Imaginarium.

Bolsa claquete e chaveiro oficial do Festival do Rio.

Bolsa claquete e chaveiro oficial do Festival do Rio.

_________♥_____________♡________

Segue eu!

Facebook * Twitter * Instagram * YouTube

Meus livros!

Queria Tanto (primeiro livro, publicado em 2011)

Coisas não ditas (segundo livro, publicado em 2013)

1535031_10202135446521247_1053149576_n1

2 comentários sobre “O Incêndio|Festival do Rio

    • Hahahahahahaha Pois é, Clá! Mas isso de colocar look só faço durante o festival mesmo, não sei nem pq comecei, mas virou tradição! Ou quando coloco uma roupa que acho muito sensacional. Mas gosto muito dos seus! Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s