30 LIVROS EM 1 ANO – Condenada (Chuck Palahniuk) – LIVRO 19

“Mais livro, Livia?” Sim, porque é o único assunto que estou tendo ideias no momento. hehe

Anyway, o livro de hoje faz parte de uma trilogia, porém eu só li o primeiro e o terceiro ainda nem foi lançado. Vamos rezar para Maldita, segundo livro da série, estar em promoção durante a Black Friday para eu conseguir comprar, amiguinhos? “Mas por que eu faria isso por você, Livia?” Porque você é super legal! 🙂

Enfim, antes de qualquer coisa, vamos para a sinopse (retirada do Skoob, porém levemente modificada): Madison, a filha de uma estrela de cinema narcisista e de um bilionário, morre de uma overdose de maconha – e a próxima coisa que sabe é que está no inferno. Madison compartilha sua cela com um grupo heterogêneo de jovens pecadores que é quase bom demais para ser verdade: uma líder de torcida, um atleta, um nerd, e um punk. Madison e seus amigos caminham através do Deserto de Caspas e escalam a Montanha Traiçoeira de Unhas para enfrentar Satanás em sua cidadela.

FB_IMG_1444011261256

Como deu pra perceber pela sinopse, não é um livro comum. E a cada vez que leio uma história como essa, penso de onde esses autores tiram essas ideias e me sinto uma farsa como autora (mas essa é outra história e estou fugindo do tema). Pra quem leu Clube da luta, ou até quem viu o filme (porque é muito parecido) tem uma noção do estilo de Chuck Palahniuk. Ele não abranda nada. Ele é direto. Ele é ácido, e tem um senso de humor afiado. Porque sim, há senso de humor numa história como essa, e bastante. E assim ele é em Condenada.

“O que faz com que a terra pareça o Inferno é a nossa expectativa de que deveria ser como o Paraíso.”

 

“A triste verdade é que a maioria das pessoas são igualmente falsas com você após a sua morte.”

O livro é uma forma de criticar várias parcelas da sociedade. Não posso falar muito sobre o estilo de Chuck, afinal só li Condenada e Clube da luta (que escreverei sobre mais adiante), mas me parece que isso é algo normal na escrita dele, a crítica. E a nossa sociedade, ah como ela é digna de críticas! E Chuck não poupa nenhum segmento, do mundo glamouroso das celebridades às organizações religiosas. Mesmo sendo adolescentes, os personagens são maliciosos e sarcásticos. Mas não há dicotomia, ou seja, ou um personagem é bom ou é mau. Não, não. Há várias camadas nos personagens de Chuck, como todo personagem de um bom escritor. Falando em personagens, achei sensacional a comparação do grupo de amigos ao grupo do filme Clube do cinco (que está bem claro na sinopse acima), mas admito que é porque eu, particularmente, adoro esse filme.

maxresdefault

O autor Chuck Palahniuk.

Eu queria lembrar de mais coisas para escrever mais detalhadamente (porém, sem spoilers) sobre esse livro. Mas como já tem um tempinho que li, as frases não me vem com facilidade à mente. Mas garanto que é um livro sensacional, crítico, pungente, e muito, muito diferente.

_________♥_____________♡________

Segue eu!

Facebook * Twitter * Instagram * YouTube

Meus livros!

Queria Tanto (primeiro livro, publicado em 2011)

Coisas não ditas (segundo livro, publicado em 2013)

1535031_10202135446521247_1053149576_n1

 

2 comentários sobre “30 LIVROS EM 1 ANO – Condenada (Chuck Palahniuk) – LIVRO 19

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s