Sharp Objects

Em homenagem ao Dia do Escritor, que é hoje, venho falar de uma série que foi baseada em um livro. E não é qualquer livro não! É um dos meus livros favoritos de uma das minhas autoras favoritas: Objetos Cortantes, da Gillian Flynn (ou, no original, Sharp Objects). A série foi lançada no dia 08 de julho desse ano, ou seja, é super recente, e passa na HBO. Até agora já teve 3 episódios (e estão todinhos lá na HBO GO), mas vou falar somente do primeiro. A história é sobre uma repórter (Camille) que volta à sua cidade natal para cobrir o assassinato de uma adolescente e o desaparecimento de outra.

cq5dam.web.1200.675

Vou deixar pra falar mais sobre a equipe técnica da série quando for escrever sobre ela após o término da primeira temporada e vou focar mais no que uma pessoa sente quando vê um livro que ama representado na TV. E preciso dizer que quando fui assistir eu estava com medo. Até reproduzo aqui um trecho do que escrevi anos atrás, em 2015, quando tinha acabado de ler Objetos Cortantes e descobri que iriam fazer uma série baseada nele:

“Dizem por aí que Objetos Cortantes vai virar série. Eu não gostei da ideia. Acho que ele tem tudo pra ser um filme, mas série… Série é longa e precisa de mais material do que existe no livro (George R.R. Martin e suas centenas de páginas tudo bem, mas Objetos Cortantes não pede série). Vão acabar estragando o livro. Quero nem ver!”.

Portanto posso dizer que não era a pessoa mais animada ao colocar o primeiro episódio, intitulado Vanish (desaparecimento ou desaparecer, em português), pra ver. Porém, eu estava esperançosa, mais do que a Livia de 2015, ainda mais porque uma amiga que confio muito no gosto em séries, por ser parecido com o meu, já tinha visto e gostado. E tenho que dizer que gostei também.

A Gillian Flynn, como eu disse aqui no post sobre o livro, escreve MUITO BEM. E ela sabe passar imagens e sentimentos com suas palavras de forma primordial. E ela cria personagens que têm profundidade, que têm camadas, que têm humanidade. Fiquei com medo de não conseguirem transpor para a tela a personalidade da Camille tão bem quanto no livro. Mas, meu bem, eles escolheram a Amy Adams. E, deuses, como essa mulher é boa! Ela consegue passar, sem dizer nada, todos os conflitos internos da Camille, que é o aspecto mais interessante do livro. Só com o olhar dela, com o jeito como ela anda. Pra quem leu o livro fica ainda mais clara toda a personalidade dela, óbvio, e a gente se espanta em como a Amy está conseguindo retratar bem uma personagem tão densa.

sharp-objects-scars
Amy Adams, como Camille.

Como Camille é a personagem principal, narradora do livro, ela é quem mais aparece nesse primeiro episódio e quem conseguimos conhecer melhor. Quanto aos outros personagens, só temos uma pequena mostra de quem é cada um, por isso não dá pra falar muito deles. A única coisa que me incomodou foi a irmã da Camille, Amma, que parece muito velha para a personagem. A Amma tem 13 anos (eu coloquei na cabeça que ela tinha 11, não sei por que) e a atriz que a interpreta, Eliza Scanlen, tem 19, então achei que não imprimiu a inocência e fragilidade física que a personagem do livro nos passa o tempo inteiro.

cq5dam.web.1200.675 (1)
Eliza Scanlen, a Amma.

O clima da série também está bastante condizente ao do livro. A tensão, a polaridade de uma cidade de interior, o contraste das cores, a iluminação, tudo está exatamente como a gente imagina enquanto lê. Eu li o livro em 2015, então não lembro com detalhes de tudo, mas enquanto a gente assiste, a imagem casa muito bem com a lembrança da história, então acho que eles acertaram nas escolhas. E eles parecem também estar revelando os mistérios aos poucos, e isso inclui a vida da Camille, o que aumenta o suspense, igualando mais ainda à atmosfera do livro.

Agora é esperar os próximos episódios e ver como vão conduzir a trama. Espero que eu continue sendo surpreendida positivamente!

Ah! Vale dizer que a criadora da série é uma mulher, Marti Noxon, que também escreve os roteiros.

collage
Gillian Flynn (esq) e Marti Noxon (dir).

E parabéns a todos os escritores pelo dia de hoje!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s