Meu pai faz arte!

Já falei por aqui que não sou muito fã de artes plásticas. Mas isso não se aplica quando a arte em questão é a arte do meu pai.

Sim, senhores, meu pai é um talentosíssimo pintor, e não, ele não faz isso profissionalmente, é somente um hobbie, mas ele super poderia, porque ele é muito bom! E não é só porque ele é meu pai que eu tô dizendo isso. Mas claro que vocês não vão acreditar até eu mostrar alguma coisa dele, não é? Então… mostrarei!

A atriz Mariana Ximenes, by meu pai.

A atriz Mariana Ximenes, by meu pai.

Carlos Gardel, by meu pai.

Carlos Gardel, by meu pai.

Título: Barcos descansando.

Título: Barcos descansando.

E sim, sei que vocês devem estar pensando: mas parecem fotos. Pois é, mas não são! A característica principal dos desenhos do meu pai é um detalhismo imenso, o que, na verdade, tá dificultando um pouco agora que ele tá fazendo curso de história em quadrinho (algo que ele sempre foi fã) e pintura. Mas ele tá aprendendo. Está desconstruindo seus desenhos e tentando levar menos tempo pra desenhar (ele ficava horas e horas, dias e dias, fazendo um único quadro), pra descobrir novos estilos. E tem gostado bastante dessa desconstrução toda e começando a perceber que consegue sim fazer coisas diferentes (eu nunca duvidei).

Um novo estilo que meu pai tá descobrindo, meio geométrico.

Um novo estilo que meu pai tá descobrindo, meio geométrico.

Esses ainda não tem títulos.

Esses ainda não tem títulos. A foto tá meio desfocada, sorry!

Incrível? Eu também acho. Assim como as inúmeras pessoas que vem aqui em casa e me perguntam se o quadro que tenho pendurado na sala é uma foto, no que sempre respondo, com muito orgulho: “Não, é um desenho do meu pai.”

O quadro que fica pendurado na minha sala, que meu pai intitulou de

O quadro que fica pendurado na minha sala, que meu pai intitulou de “Saudade”.

Mas erra quem pensa que ele não tem treino nenhum. Ok, obviamente meu pai nasceu com habilidade para desenhar – habilidade essa que não herdei nem um pouquinho! Mas se ele não treinasse constantemente, nunca melhoraria. E olha, é constantemente mesmo! Agora que está aposentado, meu pai desenha ou pinta todo santo dia! Além das aulas que ele faz em um lugar super legal que é de um amigo da nossa família. Marido costumava fazer aulas lá também, mas agora está sem tempo (*dinheiro*). O legal de lá é que eles incentivam muito os alunos, e sempre fazem exposições com seus trabalhos, que é um meio de divulgar o trabalho dos alunos e de elevar sua autoestima, porque todo mundo que vai às exposições fica super impressionado com todas as obras – eu sei que SEMPRE fico!

Papi e um de seus trabalhos.

Papi e um de seus trabalhos numa exposição.

Outros trabalhos de uma das exposições, intitulada

Outros trabalhos de uma das exposições, intitulada “Arte se ensina?”.

Família em peso na exposição. Na frente, o Cris, dono do estúdio.

Família em peso na exposição. Na frente, o Cris, dono do estúdio.

Há pouco tempo, teve outra exposição – que eu também fui, claro -, intitulada “Tondo Mondo”, que todos os trabalhos foram feitos em telas redondas. Achei muito diferente e todos os trabalhos ficaram espetaculares. Meu pai falou que foi difícil fazer a pintura para essa exposição porque teve que fazer em um tempo menor do que está acostumado, mas ainda assim seu quadro ficou ótimo. Duvida? Então veja:

Viu?

Viu?

Os outros trabalhos também estavam muito legais. Tirei foto dos meus preferidos e vou colocar aqui pra vocês.

Bichinhos fofos. O último da direita pode ser considerado um bichinho fofo, né?

Bichinhos fofos. O último da direita pode ser considerado um bichinho fofo, né?

Mais trabalhos.

Mais trabalhos.

Esse foi o meu favorito! Depois do quadro do meu pai, claro.

Esse foi o meu favorito! Depois do quadro do meu pai, claro.

Depois faço um post falando mais sobre essa escola de arte maravilhosa por aqui. Hoje eu queria só mostrar o talento espetacular do meu pai mesmo. Aproveitando que o dia dos pais tá chegando (e que o aniversário dele foi agorinha) queria dizer que tenho muito orgulho desse talento dele, e que foi todo esse amor dele por arte que me fez gostar tanto de cultura. E eu tenho tanto orgulho que até criei uma página no Facebook pra ele, pra ele divulgar seu trabalho, a Antonio Carlos Brazil Artista. Fica sendo um presente de dia dos pais adiantado, pai! 😉 E quero ver todo mundo por lá, curtindo a página, hein!

Família mais uma vez comparecendo a exposição e apoiando esse artista maravilhoso que é meu pai!

Família mais uma vez comparecendo à exposição e apoiando esse artista maravilhoso que é meu pai!

_________♥_____________♡________

E vocês, curtem arte? Tem alguém talentoso na família? Ou é você o talento? Manda link pra mim, quero ver os trabalhos de vocês!

Beijinhos e até a próxima!

_________♡_____________♥________

Segue eu!

Facebook * Twitter * Instagram * YouTube

Meus livros!

Queria Tanto (primeiro livro, publicado em 2011)

Coisas não ditas (segundo livro, baseado numa fanfic que escrevi de Mcfly, publicado em 2013)

1535031_10202135446521247_1053149576_n1