Boa notícia!

Não, eu não tenho uma boa notícia pra dar. Quer dizer, até tenho, mas não relacionada a mim, e sim ao mundo. E não é só uma boa notícia, são várias! E pra nossa sorte, estão todas reunidas num Tumblr maravilhoso chamado a boa notícia do dia. (sim, assim mesmo, tudo em minúsculo, e com pontinho final no fim)

A logo do tumblr.
A logo do tumblr.

Eu tenho a mania de, assim que eu acordo, pegar meu celular e entrar no Facebook. Mania horrível, eu sei, mas manias são manias e geralmente são ruins. Enfim, entrei no Facebook e a primeira coisa que vi foi uma postagem de uma amiga que dizia: “A internet nos tirou a ilusão que tínhamos da humanidade.” Não foi a primeira vez que vi alguém falar algo parecido e até eu já cheguei a dizer algo desse tipo. Mas se você parar pra pensar, isso é só uma questão de escolha. Porque sim, com a internet, todo mundo se sente mais livre para dizer sua opinião, e com isso muita gente que pensa atrocidades ou algo diferente do que nós pensamos ou do que consideramos ser o certo também tem essa mesma liberdade de se expressar. E ler opiniões que discordamos imensamente nos deixa tristes e infelizes com o mundo. Mas será que não é só uma questão de estarmos olhando para o lugar errado? Porque do mesmo jeito que essas pessoas tem liberdade, as pessoas que pensam como a gente e fazem coisas que achamos legais e que são super exemplo de vida também tem um espaço maior para se expressar e mostrar o trabalho legal que fazem. Vide as inúmeras ongs de proteção aos animais que descobrimos existir via redes sociais. Ou outras que só puderam existir por causa delas. É óbvio que a mídia vai preferir divulgar notícias que choquem e que nos deixem mal. Resta a nós escolher se queremos fazer isso também. E se queremos só ler notícias desse tipo. Porque a internet nos dá esse poder de escolha, de buscar o que queremos ler. E não me vem dizer que não tem notícia boa por aí porque isso é mentira deslavada!

Senhorinha que salvou 100 cães na China.
Senhorinha que salvou 100 cães na China.

Mas se você ainda acha que só existe notícia ruim por aí, te dou uma boa: existe um lugar que foi criado somente para a divulgação de notícias que vão deixar seu coração mais quentinho. Que vai te fazer ter esperança na humanidade. São notícias como “Idosa se alfabetiza aos 67 anos, e, aos 79, se forma em universidade do Rio“, ou “Noiva surpreende avó com convite para ser madrinha de casamento“, ou “Artista inventa ferramenta que permite que crianças com deficiência consigam pintar“, ou “Aposentada gasta fortuna para salvar 100 cães de festival da China” (foto acima), ou “Flagra de funcionária dando sorvete a deficiente físico comove redes sociais“, e só notícias boas desse estilo. As autoras do tumblr disseram que criaram o site em 2012 para mostrar as coisas boas que aconteceram naquele ano, mas o site ganhou vida própria, muita gente gostou (quem não gostaria?), então elas não pararam mais. Hoje, continuam alegrando nossos dias com notícias boas e felizes todos os dias. E uma notícia melhor ainda: você também pode mandar notícias boas para o site e ser alguém que coloca um sorriso no rosto de outra pessoa.

A avó que foi convidada pela neta pra ser madrinha do casamento. Vê se uma foto dessa não te deixa mais feliz?
A avó que foi convidada pela neta pra ser madrinha do casamento. Vê se uma foto dessa não te deixa mais feliz?

Por isso acho que é tudo uma questão de escolha. A gente pode escolher que tipo de notícia quer ler e escolher se queremos nos revoltar, ficar irritados, achar que o mundo é uma droga, ou perceber que existe sim esperança porque ainda há muita gente boa no mundo. Basta procurar. E o melhor mesmo é ser uma dessas pessoas.

Tumblr: http://aboanoticiadodia.tumblr.com/

Página do facebook: https://www.facebook.com/aboanoticiadodia?fref=ts

Moradores de rua de Cabo Frio (RJ) vão ao cinema pela primeira vez.
Moradores de rua de Cabo Frio (RJ) vão ao cinema pela primeira vez.

_________♥_____________♡________

Segue eu!

Facebook * Twitter * Instagram * YouTube

Meus livros!

Queria Tanto (primeiro livro, publicado em 2011)

Coisas não ditas (segundo livro, baseado numa fanfic que escrevi de Mcfly, publicado em 2013)

1535031_10202135446521247_1053149576_n1

Projeto 5 em 52

Eu amo listas. Tudo começou quando assisti ao filme Alta Fidelidade, baseado no livro Nick Hornby, e fiquei viciada em fazer Top 5 de tudo, como o personagem principal. De Top 5 música favorita pra dormir a Top 5 coisas que eu mais quero ver mudar no mundo. Eu fazia Top 5 de tudo. Tudo! O que me lembra que, logo logo, haverá alo por aqui relativo a isso. Aguardem… (Oh, o suspense!)

200_s
Lista principal do filme Alta Fidelidade.

Antes disso, eu já era a louca do caderno de perguntas, como já disse aqui uma vez, e acabei tendo cadernos de perguntas até uma idade que não era muito mais aceitável fazer esse tipo de coisa. Eu também sou daquelas que quer responder todos os questionários possíveis, até aqueles “avalie nosso estabelecimento”. Sim, adoro responder perguntas (que não valham notas, claro), me julguem! Por isso, quando vi o Projeto 5 em 52 no blog da Alessandra Rocha, logo quis participar também.

“Mas Livia, o que é esse projeto?” Fique tranquila, pequena gafanhoto, explicarei.

Nesse projeto, cada semana do ano ganha um tema diferente, e você tem que responder 5 coisas relativas ao tema. “E por que 52?” Simples, padawan! Porque o ano tem 52 semanas. Porém, como não comecei no início do ano, não terminarei no final de 2015, e sim em março de 2016. Só espero ter força de vontade – e tempo – pra manter o projeto até o fim!

Bem, enough chitchat, vamos ao primeiro tema!

Semana 1: Coisas que me fazem feliz.

1. Animais

Meus bebês.
Meus bebês.

É fato: eu gosto mais de animais do que de gente. Sou completamente apaixonada por animais. Do tipo que para na rua pra falar com um cachorro ou um gato, para na frente de uma petshop quando tem um bichinho sendo tosado ou simplesmente abre um sorriso quando vê QUALQUER animal. Meu marido vive me zoando porque eu vejo um cachorro parado, fazendo nada, só sendo ele, e falo “Olha o cachorro!” e ele responde “Nossa, olha o cachorro parado.” Mas ele já se acostumou e sabe que vamos demorar vários minutos a mais em qualquer caminho porque vou parar toda vez que eu avistar qualquer animal. Eu posso estar no dia mais merda da minha vida, mas vou abrir um sorriso quando um animal passar por mim. E claro, os meus gatos e meu rato são os animais que mais me fazem feliz na vida!

2. Música

Ontem mesmo eu me vi sorrindo bobamente na frente da tela do computador só porque tava vendo um vídeo de uma galera fantástica que tem um canal no Youtube e faz versões geniais de músicas conhecidas (o nome deles é Walk of the Earth, se alguém ficar curioso pra conhecer). E eu sinto isso o tempo todo com música. Pode parecer brega, mas acho que a música tem um poder transformador enorme! Desde pequena, sinto uma conexão imensa com música, sou completamente apaixonada. Hoje em dia até que não é tanto assim, mas sempre tive músicas específicas pra cada momento. A música anima de um jeito que mais nada consegue me animar. É incrível. Acho que a música consegue tocar lá no fundo da alma, sabe? Claro que não são todas pra mim. Tem estilos específicos, vozes específicas, porque, obviamente, cada um tem um jeito diferente. Mas quando gosto muito da música e a ouço, eu até ajo diferente. Ando pelas ruas ouvindo música e meio que dançando, sabe? É isso que a música faz comigo, ela me eleva!

3. Filmes

Eu sou apaixonada por filmes. Um filme bom me deixa tão animada quanto ouvir uma música sensacional. Eu fico pensando quão genial aquele diretor foi pra usar tal movimento de câmera que ninguém usa, ou fico impressionada com um diálogo fantástico que o roteirista escreveu, ou abismada com a trilha sonora sensacional que transforma o filme. Como estudo filmes ha um tempinho, consigo enxergar os filmes de outro jeito, e quando vejo algo inovador, nossa!, isso me deixa muito feliz e animada! Muito!

4. Dança

Era mais fácil eu ter escrito “arte” ou “cultura”, né? Mas aí a lista ia acabar muito rápido! E também não são todas as artes que me deixa feliz. Por exemplo, amo livros, mas um livro não me deixa feliz como um filme ou uma música ou ver uma apresentação de dança ou mesmo uma coreografia bonita. Eu consigo ver coreografias até onde supostamente não existe, tipo uma cena de luta no filme Matrix 2. Mas, se você prestar bem atenção, vai ver que aquilo foi super bem coreografado e que é lindo demais! E uma dança bonita, um movimento lindo do corpo, ah, pode me deixar muito, muito feliz mesmo! Mas, assim como a música, não é qualquer dança que me anima, claro. Não gosto de ballet ou dança contemporânea, por exemplo. Mas me coloca um sapateado, uma coreografia de hip hop (sem muita sensualidade, senão acho vulgar), ou até um simples flashmob que meu sorriso vai de orelha a orelha! Aliás, participar de flashmob é um dos meus maiores sonhos!

5. Marido e Família

Sim, eles também sabem ser irritantes. Mas quando estou me sentindo super pra baixo, com vontade de desaparecer, não tem nada melhor do que um colo de mãe ou de marido pra fazer tudo melhor. Eu, felizmente, tenho uma família maravilhosa (e isso se estende aos tios e primos) que sempre me coloca pra cima e me faz me sentir bem, E tenho o melhor marido do mundo, que pressente quando não tô bem e me dá colo, beijos, abraços, me enche de elogios e palavras animadoras – sério, ele é o melhor! Então, sim, minha família é uma das coisas que mais me deixa feliz na vida!

Minha família no dia do meu casamento.
Minha família no dia do meu casamento. Estão faltando duas primas e dois tios na foto!

Segue eu na rede!

Facebook * Twitter * Instagram * YouTube

1535031_10202135446521247_1053149576_n